Um DBA em Chapecó

Estou morando em Chapecó-SC desde Abril de 2016, e tenho a cada dia mais me apaixonado pelo estado de Santa Catarina, principalmente o mar, embora não tenha sobrado tempo para aproveitar muito ainda, mas no final de 2016 um final de semana em Floripa na casa de uma grande amiga juntamente com minha esposa e meus filhos, foi extraordinário rever o mar depois de tantos anos, foi realmente memorável.

Em Chapeco tenho atuado como DBA Sql Server, atualmente administrando uma base de dados de 5tb, em um ambiente de missão crítica 24×7.Um grande desafio devido a criticidade do negócio, o que já me proporcionou algumas fortes emoções desde que aqui cheguei, coisas típicas de DBA, como receber ligações no meio de uma madrugada, ou um disastre não esperado em uma janela de manutenção, onde é necessário frieza e expertise para tomar a decisão certa para se reduzir ao máximo a indisponibilidade de um ambiente tão crítico. Aqui em Chapecó vivi tantas emoções em tão pouco tempo, coisas do tipo como ficar emocionado com trágico acidente da Chapecoense e  quando minha filha chega correndo em casa e me diz que o médico do condomínio era também o médico da Chapeconense que caiu no voo, e que presenciou no parquinho do condomínio a afilhada dele chorar quando um colega lhe perguntou se o seu padastro realmente havia morrido no acidente. Enfim um episódio trágico para toda cidade de Chapecó, foi triste e emocionou o Brasil, e confesso que chorei junto com o Brasil todas as vezes que assistia as matérias esportivas, a gratidão do gesto do clube Atlético Nacional de Medelin e tantas outras coisas.

Enfim, são muitas emoções…

Mas como DBA já tive também alguns frios na barriga, além do frio literal, de temperaturas próximas de zero grau. A experiência adquirida administrando um database tão grande, me proporcionou compartilhar alguns dos conhecimentos adquiridos Palestrando no último evento do 24 horas do SqlPass 2016 para a comunidade de lingua portuguesa, especialmente Brasil e Portugal ,onde eu falei um pouco sobre “Administrando Large Database – Multi-filegroup”.

Falando sobre mim, embora eu tenho uma vasta experiência na área de T.I,  iniciando como programador em 2001, nos últimos 6 anos venho  me especializado em tudo o que é relacionado a Plataforma de Dados Microsoft, inclusive BI. Sou Especialista em SQL SERVER, com experiência em administração de banco de dados e consultoria em projetos B.I. aonde tive o prazer de trabalhar com muita gente boa em projetos muito bacana de se trabalhar.

Dizem que na vida existem escolhas que você jamais deve errar. E seguramente escolher a profissão certa é uma delas, as vezes imagino qual será a frustração de um indivíduo atuando na profissão errada. E tenho muita satisfação em ter a certeza que escolhi fazer o que tenho prazer em fazer.

Admiro muito os médicos, acho que se eu não fosse um DBA seria um médico, porque acho que só a emoção de deitar no travesseiro após realizar um procedimento cirurgico em uma emergência que salvou uma vida, poderia ser comparada as emoções vivênciadas por um DBA. Pode ter certeza que embora não seja tão frequente, as emergências que um DBA costuma atender devem sem dúvida descarregar na corrente sanguínea a mesma adrenalina vivência por um médico cirurgião. A sensação de superação de obstáculos é recorrente.E isso é claro, por que os desafios são sempre novos dias após dia.

A mesma sensação de satisfação também me ocorreu quando em 2015 nossa equipe de B.I foi premiados pela Microsoft com o melhor projeto B.I da américa Latina no WPC ( World Partner Conference), e é sempre extraordinário quando o reconhecimento de um bom trabalho chega, tudo isso sempre nos traz a confirmação de que estamos trilhando o caminho certo, e também nos serve de estimulo para continuar sempre aprendendo e aprendendo dia após dia.

Gosto de compartilhar conhecimento, sempre que me sobra tempo, ultimamente devido minha rotina de estudo tem sido raro me sobrar tempo, mas sempre que possível, sempre que sou questionado no whats, sim eu gosto de esclarer dúvidas, desde que não sejam também por demais óbvias.

Este é meu perfil, e gosto de pertencer a uma equipe igualmente generosa em compartilhar conhecimento, gosto de estar entre aqueles que reconheço serem melhores do que eu, e a razão é óbvia; para aprender com eles.

Eu já estou convencido de que em nossa área de conhecimento, a evolução tecnológica é tão rápida, que sempre haverá mais coisas para aprender do que para ensinar, então é umas das razões porque não acredito que ficar escondendo meu conhecimento seja uma boa técnica para evitar um futuro concorrente, porque este mesmo concorrente pode também ser seu professor em uma outra área de conhecimento que talvez você não tenha tanto domínio.

Sei lá, agente aprende muito quando ensina, aprende muito quando erra, e aprende muito quando se depara com aqueles mistérios enigmáticos de um DBA SQL SERVER se pergundando por exemplo o porque do wait de cx_packet representa mais de 80% das esperas do seu ambiente.

A idéia do meu blog é apenas compartilhar um pouco do que tenho aprendido, e muitas vezes para servir de referência para mim mesmo não esquecer de determinados troubleshotings.

 

 

 

 

 

Translate »